terça-feira, 13 de novembro de 2018

Uma nova biografia de José Saramago




A partir da investigação minuciosa sobre os mesmos pontos e sobre alguns outros que poderão ser lidos como novidades, apresenta-se em Portugal uma nova biografia de José Saramago. Escrita por Joaquim Vieira e editada pela Livros Horizonte, o título novo é José Saramago: rota de vida. Em matéria apresentada pelo jornal Público, sublinha-se o "caminho árduo" do escritor português até à sua consagração com o recebimento do Prêmio Nobel de Literatura em 1998. O autor da biografia destaca que o percurso de vida de Saramago é "muito rico", "sobretudo porque há uma parte que é menos conhecida das pessoas, porque Saramago praticamente só ganhou projecção aos 60 anos, há todo um percurso de evolução até aí que eu acho fascinante".

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

A coleção para toda uma vida, Coleção Estudos Saramaguianos



Entre a década de 1980 e contemporaneamente é possível mapear ao menos três gerações distintas de especialistas interessados no universo de criação de José Saramago – um circuito que reúne importantes pesquisadores da literatura, como, dentre outros, Maria Alzira Seixo, Carlos Reis, Harold Bloom ou James Wood. A Coleção Estudos Saramaguianos é, portanto, uma proposta criada num dos territórios mais férteis e propícios do que, desde a aparição de uma revista acadêmica interessada apenas em estudos sobre a obra de José Saramago, tem sido conceituado como estudos saramaguianos, fator que eleva o escritor à condição de outras figuras importantes da literatura de língua portuguesa: Camões, Eça de Queirós, Fernando Pessoa, para citar alguns dos nomes que adjetivam outras correntes críticas no âmbito dos estudos literários.

A Coleção de Estudos Saramaguianos tem a ambição de contornar as fronteiras desse universo, mas apresenta-se interessada em compor um painel multissignificativo: o suficiente para mostrar às várias gerações de leitores que agora descobrem ou redescobrem a literatura de Saramago outros leitores também de gerações e lugares diversos que decidiram levar um pouco mais adiante a tarefa da leitura. Reúne alguns estudos considerados fundadores da crítica saramaguiana e a aparição dos seus herdeiros diretos ou indiretos e daqueles que possivelmente inauguram outros meandros para o estudo dessa obra.

Coordenada por Pedro Fernandes de Oliveira Neto, leitor assíduo da obra do escritor português, diretor da Revista de Estudos Saramaguianos e autor de Retratos para a construção do feminino na obra de José Saramago a coleção é uma nova guinada do que agora podemos chamar de sobrevida do escritor, esta constituída pela atividade criativa dos leitores da sua obra. As abordagens que formam os estudos contemplados nesta coleção são diversas porque uma obra de igual plurissignificação não se reduz aos meandros de uma ou outra crítica. Assim, os estudos privilegiados nesta coleção são os que acrescentam à compreensão e à contínua ampliação das fronteiras do universo literário saramaguiano.

Livros a sair em breve

José Saramago. Entre a história a ficção, uma saga de portugueses, de Teresa Cristina Cerdeira
O estudo que deu origem a este livro foi concluído em 1987 e sua publicação ocorreu dois anos depois em Portugal. Entre o ano da primeira edição e agora se passaram quase três décadas e, apesar de nascido no Brasil, fruto de uma tese orientada por Cleonice Berardinelli, é inédito por aqui. Este é um texto desde sempre recorrente em toda bibliografia básica sobre a obra de José Saramago.

Peças para um ensaio, Pedro Fernandes de Oliveira Neto (Org.)
Em 1995, José Saramago publicou aquela que seria, ao lado de tantas outras obras, sua máxima criação – Ensaio sobre a cegueira. Dali ao Prêmio Nobel, o primeiro atribuído a um escritor de língua portuguesa, se passaram três anos; depois, convertido numa das mais importantes alegorias do nosso tempo, foi apreciado pelo cinema de Fernando Meirelles, pela leitura de nomes como Zigmunt Bauman, e pelo acompanhamento de uma diversa ordem de abordagens acadêmicas. Organizado por Pedro Fernandes de Oliveira Neto, autor de Retratos para a construção do feminino na prosa de José Saramago, este livro reúne parte destas visões na voz de pesquisadores da obra saramaguiana dentro e fora do Brasil.



quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Pela primeira vez no Brasil, um dos primeiros estudos sobre a obra de José Saramago




Quando Teresa Cristina Cerdeira decidiu fazer um doutoramento sobre a obra de José Saramago, o escritor só tinha publicado dois de seus melhores romances: Levantado do chão e Memorial do convento. No andamento da pesquisa, o escritor português publicou O ano da morte de Ricardo Reis. A tese orientada pela Professora Cleonice Berardinelli logo foi publicada em Portugal pela Dom Quixote dá contas dessas três obras. Desde sempre, passou a figurar como o primeiro estudo realizado por uma pesquisadora brasileira sobre a obra saramaguiana e um dos primeiros no mundo. 

José Saramago. Entre a história a ficção, uma saga de portugueses, logo se tornou referência obrigatória a todo leitor que queira melhor se aprofundar ou conhecer a obra do primeiro escritor em língua portuguesa a receber o Prêmio Nobel de Literatura. Mas, há muito é um livro situado fora de catálogo e nunca editado no Brasil. A lacuna deixa de existir passados quase trinta anos da primeira edição e no ano das duas décadas de atribuição do maior prêmio literário a Saramago. 

O livro é agora apresentado pela Editora Moinhos que passa a publicar uma coleção dedicada a reunir estudos sobre a obra do escritor português. A coleção é coordenada pelo Professor Pedro Fernandes de Oliveira Neto. 

A apresentação do livro de Teresa Cristina Cerdeira acontece no dia 10 de novembro, a partir das 18h, na Livraria da Travessa de Ipanema (R. Visconde de Pirajá, 572), no Rio de Janeiro. Pode dizer presença neste espaço

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

77ª edição da Revista Blimunda



Há 20 anos, José Saramago era distinguido com o Prêmio Nobel de Literatura, o primeiro para a língua portuguesa. Esta edição da revista Blimunda é-lhe totalmente dedicada e conta com textos de António Costa, Primeiro-Ministro de Portugal, Carlos Reis, Professor catedrático da Universidade de Coimbra, Pedro Sánchez, Presidente do Governo de Espanha, Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do Partido Comunista Português, Pilar del Río, Presidenta da Fundação José Saramago, Ricardo Viel, autor do livro Um país levantado em alegria, e Roberto Gastão Saraiva, vencedor do concurso de ensaios do Congresso Internacional “José Saramago: 20 anos com o Prémio Nobel”, além de uma análise sobre a escolha do livro O Lagarto para integrar o catálogo da Biblioteca Internacional da Juventude.

Para baixar a edição, clica aqui.

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

A edição n.8 da Revista de Estudos Saramaguianos está online



Este número da Revista de Estudos Saramaguianos reúne trabalhos de leitores da obra de José Saramago de Brasil, Espanha e Argentina. O leitor encontrará textos acerca de O homem duplicado (Adrián Huici), Ensaio sobre a cegueira (Rodolfo Pereira Passos), O evangelho segundo Jesus Cristo (José Luiz Foureaux de Souza Junior), Levantado do chão (Luís Alfredo Galeni), sobre o tema da migração na obra de Saramago (Maria Irene Fonseca e Sá), a personagem pelo prisma da dialética e do humanismo (Rosani Ketzer Umbach / Deivis Jhones Garlet), sobre a crônica saramaguiana (Ana Carolina Cangemi), o teatro do escritor português e sua relação com a história de Portugal (José Eduardo de Magalhães Mendonça) e uma leitura comparativa com a obra de Antonio Muñoz Molina observando o tema da alteridade (Graciela Beatriz Perrén). São dois volumes – um em língua portuguesa, outro em língua espanhola – disponíveis gratuitamente na web através do site.